A História da Bichinho Chic


Como sempre gostou de trabalhos artesanais e de animais, 15 anos atrás, Cirlei começou a costurar lacinhos para cães.A inspiração de cores, tecidos e modelos, ela buscava na cidade, pesquisava fitas e assim surgiram os primeiros produtos em cetim, nas medidas 1cm, 2cm e 3,5cm. Todos recebiam elástico ortodôntico importado, porque tem ótima resistência e não estoura facilmente. “Sempre escolhi detalhes graciosos para o acabamento. Trabalhei firme, muitos dias e noites também, para fazer um pequeno estoque inicial”, conta a então artesã, que nem sonhava que o sucesso desses pequenos acessórios resultaria numa grande empresa do setor pet. Nessa época, quando Cirlei saía para vender os laços, ouvia dos clientes o desejo de ter roupa para os cães, já que o mercado só oferecia modelos feitos com lã. Então, com papel pardo e tecido plástico modelou o primeiro traje: uma capa em quatro tamanhos diferentes. “Fazia com tecidos variados e em cada peça, inventava um bolso, uma gola e um detalhe diferenciado. Os clientes gostavam”, diz ela explicando também que cortava as peças no chão da sala de jantar da sua casa.Atualmente, a empresa estrutura-se com cinco linhas de produtos. Primavera/Verão, Outono/Inverno, Acessórios (com bolsas, colares, botas, tapetes e calcinhas) e Camas (com colchões, caminhas, cobertores, edredons e almofadas) são algumas das séries. Além disso, ainda tem a coleção Temáticos, com itens para Natal e Réveillon. A cada estação, as cores são atualizadas, os tecidos modernizados e os moldes aprimorados. Tudo em busca do conforto para o cão e do aperfeiçoamento do produto. “Queremos tornar o vestuário canino um prazer, aliado à beleza, ao conforto e à moda também”, revela Cirlei. A atualização dos modelos, das cores e dos tecidos é estudada por Cirlei, que busca inspiração na moda humana. Ela explica que sempre mantém uma linha mais romântica, outra despojada e uma terceira seguindo uma tendência mais esportiva. Como quem escolhe as roupas são os donos, a Bichinho Chic sabe que precisa oferecer uma grande variedade de opções, para que o cão possa mostrar na roupa a personalidade do dono e também se vestir de acordo com a ocasião.
» A sociedade
Cirlei e Dalgé se conheceram numa agência bancária, em 1999. Encantado pelo segmento pet, ele resolveu investir, pois acreditava tratar-se de uma área curiosa e de ótimas perspectivas.Dois anos depois, eles se tornaram os sócios-proprietários da empresa. A administração está sob os cuidados de Dalgé e Cirlei cuida do restante.
» Mercado Nacional
A comercialização no Brasil já se estendeu a vários Estados. Em São Paulo (capital e interior), é localizado o foco de maior volume de vendas. Mas, outros Estados também se destacam, como Rio de Janeiro, Santa Catarina, Pará, Paraná e até mesmo Amazonas, onde há clientes igualmente importantes.
» O mundo afora
O sucesso da Bichinho Chic alcançou também o mercado internacional. Países como Peru, Angola, Itália, Espanha e Estados Unidos já são consumidores dos produtos da empresa.Nos Estados Unidos, a empresa começou as vendas há dois anos. Lá, possui uma representação com o nome fantasia de Cool Dog Fashion. Em 2005, foi a primeira vez que a Bichinho Chic participou de uma feira do setor, no exterior, o que alavancou seus negócios. Atualmente a exportação é responsável por 20% do faturamento médio da empresa.
Por tudo isto é que os produtos Bichinho Chic são encontrados nos melhores Pet Shops do país.
Fonte: Bichinho chic

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: